13 de jun de 2010

"A gente não quer só comida"

A gente quer musicas mais legais e criativas , porque não da pra engolir essas musiquinhas de amor que sempre falam de: "te quero", "preciso de você", "me perder é te achar", "te achar é me perder" (e mais variações), "volta pra mim" e etc...
Tem aqueles compositores que pensam ser Deus, que dão o céu e o mar, dão as estrelas. Sim! eles ganham dinheiro com isso, mas meu filho "há coisas que o dinheiro não compra".
Tem os temas mais criativos que contam histórias em forma de música, que é o caso de Faroeste Caboblo que é gigante e eu não sei cantar até hoje. Também tem aquelas músicas que não precisam de letra, que é o caso do metal. mas isso não vem ao caso agora!
O Funk é um caso sério, pois é um patrimônio cultural brasileiro. É meu caro... se conforma, "é o pente", "vem quicando", "créu!" e mais os "proibidões" que são letras que falam de sexo explícito (aham mais explicito ainda) são consideradas patrimônio da nossa cultura. que de fato retratam o que o povo brasileiro é obrigado a consumir pela TV, Radio e vários outros tipos de mídia, além de ter total apoio do governo.


e só pra concluir: "a gente não quer só comida, a gente quer bebida, diversão e arte"

Um comentário:

  1. diversão e arte, é o que falta - meu caro aturar funk ning merece - se os proibidões são assim imagine daqui a 5 anos - mundo perdido , cultura esquecida !

    ResponderExcluir